PROJETO AMAZÔNIA

POVO BRASILEIRO EM INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO EM FORO DE SOBERANIA NO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS.
MENSAGEM ÀS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS E INDUSTRIAIS MINEIRAS
O Brasil nasceu com a “Inconfidência Mineira,” que o brasileiro adotivo Dom Pedro I consolidou depois, quando o “espírito mineiro de brasilidade” extravasara do “esquartejamento do Alferes” e queria “A PÁTRIA LIVRE OU O ESQUARTEJAMENTO DA NAÇÃO.” E caminhava do jeito brasileiro de se auto construir, até que, em 1964, brasileiros nascidos aqui, mas que não eram mineiros, quiseram agregar a Pátria à União Soviética através de Cuba. E então, os mineiros liderados por seu governador Magalhães e o Gen. Mourão Filho não concordaram e movendo a nação na “Marcha da Família Com Deus Pela Liberdade,” contiveram os apátridas pela “Revolução de 64.” A qual, sob a experiência da “Guerra Fria” de que, não era com a repressão armada que se eliminaria subversão comunista do Brasil, porque ela era uma epidemia da Civilização, chegou à conclusão de que deveria recolher os comunistas à baderna política da República dentro de uma estrutura econômica, educacional e social do País que os resistisse até que eles, por suicídio de poder se auto expurgassem da civilização brasileira. E assim foi criado o “Ideário da Revolução de 64” que dividiu a “Revolução Redentora” em 3 períodos: de 64 a 85 que instalou o Brasil em sólida infraestrutura física; de 85 a 2.014/2016 que absorveria os ideólogos de todos os naipes que se misturariam com as oligarquias do poder e se fundiriam à marginalidade de todos os tipos e, como seria natural, pereceriam por suicídio de poder, levando consigo o subdesenvolvimento do Brasil que se nutria dessas deficiências; e de 2017 em diante, o Brasil voltaria ao projeto de “Mega Potência do Mundo” como a “inconfidência Minera” sonhara. E, com a Lei 6.683/79 o País foi conduzido a esse objetivo, e aquele Ideário se cumpriu. De forma mais trágica do que era previsto, devido a dinâmica do mundo e a influência da comunicação cibernética.
Então, diante da gravidade em que resulta o Brasil em destroços da experiência socialista, ora fundida com o terrorismo, a INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO que instrumentaliza o FORO DE SOBERANIA na recuperação do País, empreendida pela inteligência militar com as CPIs dos Correios e do Mensalão que geraram a AP 470 na qual o procedimento interventorial foi embasado em 2008, fazendo alicerce para o PERSECUTÓRIO INSTITUTIONAL DE ESTADO que foi deflagrado em blocos a partir da “Operação Lava-Jato” que veio à público em 2.014, transformou o armagedom comuno-terrorista que estava armado no Brasil, em caso de polícia. Por onde, até aqui, vem destruindo a guerra civil macabra que a bandidagem comunista terrorista no poder insiste em deflagrar, sem confronto militar ostensivo. E, agora, já encerrando-se o cerco sobre Michel Temer que, como bandido terrorista, ladrão do País não pode continuar como presidente do Brasil, o COMANDO DA INTERVENÇÃO, ao invés de lançar a campo as Forças Militares, entende que é mais sensato e sem perigo, lançar a FORÇA EMPRESARIAL DO POVO BRASILEIRO, que é tão fulminante quanto a sua força bélica, ou, talvez, até mais. Para isso, a primeira entidade empresarial que se agregou ao COMANDO DA INTERVENÇÃO foi a Associação Comercial e Industrial de Cascavel-Pr. A qual já instalou suas primeiras experiência no exercício da cidadania, sobre o Governo Municipal de Cascavel, com êxito total, porque é o povo no exercício direto do poder reinvestido da representatividade da Magistratura de Estado, e por conseguinte, abrangente da organização institucional da República, como a Constituição institui. Então, a partir desse desempenho, estamos entregando a ela o ataque de campo sobre o estado de massacre convulsional terrorista que submete o Brasil, pela estratégia de tomada do governo por blocos municipais à cargo das Associações empresariais, como estamos fazendo no campo da destruição política por blocos persecutórios à cargo da Polícia Federal. Em cujo desempenho, essa FORÇA EMPRESARIAL fica plenamente à vontade para criar e empreender em cada unidade de conformidade com as peculiaridades locais. Em Cascavel, por exemplo, o governo municipal já está submetido à ACIC em várias áreas, e o objetivo é submetê-lo em toda a administração pública, já que a Instituição da Cidadania abrange por inteiro os poderes constitucionais operados pela representação mandatária.
Em Minas Gerais o cidadão Alexandre Martins da Costa de Ipatinga é o herói nacional exposto pela INTERVENÇÃO. E assim que o suporte de tesouraria que fomos obrigado apresentar para custeio da efetivação da intervenção pela FORÇA CIVIL DO POVO apenas respaldado na força militar, possibilitar estaremos fazendo uma cruzada nacional de amplo esclarecimento à nação, através da sua organização empresarial e social. Vez que, embora estejamos apenas trazendo à execução de governo a Constituição que as Forças Armadas produziram em 1988, por missão a mim encarregada na Constituinte, ela nunca foi posta em pratica nem mesmo ensinada nos cursos de Direito. De modo que, a ignorância sobre o Estado Democrático de Direito que ela instala, a democracia forense meritória militar que ela projeta e o progresso e desenvolvimento que ela inspira e ampara permanecem totalmente desconhecidos da nação. E isto é, à par da delicada situação terrorista que envolve o momento brasileiro, nossa principal tarefa neste desfecho do expurgo da bandidagem comunista fundamentalista terrorista do poder. Pois, que, a INTERVENÇÃO que está em operação não é início de um novo ciclo político de enganação da nação, mas sim, é a TERCEIRA ETAPA DA REVOLUÇÃO DE 64 que vem com o PROJETO AMAZÔNIA- Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça, empreendendo o patrimônio de US$ 243 trilhões que o Brasil ainda é. Perfeitamente equipado de estruturas legais, jurídicas, científicas e técnicas para, em dez anos após sua implantação que iniciará com a prisão de Dilma/Temer e consequente READEQUAÇÃO GOVERNAMENTAL, ADMINISTRATIVA E POLÍTICA DA REPÚBLICA, a pobreza, a doença e o analfabetismo serem crimes contra a humanidade no Brasil. Quartel da 15ª BIM/Cve/Pr. maio/2017 COMANDO DA INTERVENÇÃO DO POVO NO PROCESSO HISTÓRICO na representação constitucional do povo no comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas celio evangelista ferreira do nascimento Forças Armadas – Polícias Militares – Polícia Federal – Polícias Civis Procuradoria-Geral da República – Justiça Federal – Agentes Penitenciários Ordem dos Advogados do Brasil – ACIC – TV Tarobá (Adesões no Procedimento Interventorial)

———————————

Leia Mais /// Comentários no Facebook:

O BANDIDO NUNCA PROSPERA EM SUA ATIVIDADE, PORQUE ELE NÃO ACREDITA NA SUPERIORIDADE DA POLÍCIA. E DESDE QUE O MUNDO LIVRE PRECISOU SE VALER DA CIÊNCIA PARA PRODUZIR EQUIPES CONTRA O COMUNISMO E SEU AVANÇO NO MUNDO, A TENDÊNCIA É QUE A HUMANIDADE SE AGREGUE PELA PAZ, NÃO PORQUE TENHA SE DESPOJADO DA VIOLÊNCIA, MAS, PORQUE A INTELIGÊNCIA DE CONTENÇÃO DA VIOLÊNCIA NÃO LHE DEIXA MAIS ESPAÇO PARA O CRIME ORGANIZADO EM QUALQUER DE SUAS FORMAS.

_______________________A PETROBRÁS COLOCOU A REFINARIA DE PASADENA A VENDA. PROVOU QUE, REALMENTE ELA SE DESTINAVA TÃO SOMENTE A ABRIGAR TERRORISTAS FEROZES NOS EUA.

_______________________A TV GLOBO ESTÁ EMPENHADA EM DERRUBAR O PRESIDENTE TRUMP PARA EMPLACAR LUCIANO HULK NA PRESIDÊNCIA DO BRASIL. DIANTE DISSO LEMBRO DE UMA EXPLICAÇÃO QUE UM PSICANALISTA DA GLOBO ME DEU UMA VEZ SOBRE OS PERSONAGENS DAS NOVELAS QUE ELE FABRICAVA: “É MUITO MAIS DIFÍCIL TRAZÊ-LOS DE VOLTA À REALIDADE, DO QUE LEVÁ-LOS À VIDA FANTASIOSA DO PERSONAGEM. PORQUE A MENTE HUMANA TENDE PARA O IMAGINÁRIO E OS SONHOS. E, SE MUITO TEMPO SUBMETIDA A ISSO, A MENTIRA DO ENREDO VIRA REALIDADE SACROSSANTA PARA O PERSONAGEM.” ENTÃO, ENTENDAMOS A GLOBO.

__________________A vários meses estamos matando terroristas. Eram muitos! Dilma os havia alugado de 13 países produtores com o pagamento dos alugueres adiantados em forma de “perdões de dívidas.” Eles adentravam por um esquema bem urdido no Ministério das Relações Exteriores e Polícia Federal; culminavam e se alojavam no “crime organizado” onde passavam a formar terroristas e por ai a criminalidade virou no que estava ocorrendo, dos bandidos darem ordens na segurança pública e até avisarem a polícia quando iama fazer uma operação, para que não estivesse no local, para não sair ninguém ferido. Então, tem alguém dos “direitos humanos” contra nós? Do Presidente Trump para baixo e ao redor, estamos com potencial bélico para matar a Terra 39 vezes, esperando pelos “direitos humanos.”

(Célio Ferreira, 18/05)

Anúncios

Comentários desativados em PROJETO AMAZÔNIA

Arquivado em Documentos, Forças Armadas, Notícias do Front, PROJETO AMAZÔNIA

Os comentários estão desativados.