MINISTRO GILMAR MENDES, MUITO OBRIGADO!

Meus companheiros intervencionistas, eu confio em vocês. Somos os selecionados pela dinâmica da nossa civilização para protagonizarmos na História este momento da construção do País que queremos para os nossos descendentes, como legado sagrado recebido dos nossos antepassados desde o dia 26 de abril de 1.500 quando Frei Henrique de Coimbra deu esta Terra da Santa Cruz em posse para Deus. E então, só temos uma escolha: VENCER; um único horizonte: IMPERAR PELO SACERDÓCIO VOCACIONAL QUE NOS MOVE À LUTA. E nisto, o Ministro Gilmar Ferreira Mendes, tem sido o nosso timoneiro, o nosso intervencionista mais ilustre; o nosso farol na BOCA DO FURACÃO DO TERRORISMO em que o Supremo Tribunal Federal se transformou de 2.003 para cá. Foi o Ministro Gilmar Mendes que, na investidura de Presidente do STF recebeu em 2.008 a instalação da REAÇÃO DE CIDADANIA apresentada por mim, em sequência às CPIs dos Correios e do Mensalão promovidas por mim, que geraram a AP 470, após ter dominado as entranhas do terrorismo que se fixara no poder com a ascensão de Luiz Inácio Lula da Silva a ele. Ao me perguntar em que esfera deveria autuar a exposição, lhe pedi que a mantivesse recebida em grau de “assunto de Estado, no Gabinete da Presidência.” E foi alicerçado nesse início que a LAVA JATO se instalou, vingou e extrapolou do Brasil para o mundo livre. E sobre essa ruptura nas entranhas do terrorismo, a INTERVENÇÃO ganhou o mundo, hoje sob a liderança do Presidente Donald Trump. Pois que, a guerra me ensinou que: quando a causa é legal, legítima e necessária, o mundo a entende, a absorve e a transforma em história pelo avanço que acrescenta ao desenvolvimento da humanidade. Então, meus caros companheiros intervencionistas, como diz a sabedoria popular: “de convictos pelas causas, o inferno está cheio.” Porque, na guerra não basta a convicção, é preciso, acima dela, a LUCIDEZ, o DESAPEGO e a HOMBRIDADE; são estas três coisas que fazem a UNIÃO, sem a qual a vitória é impossível. E uma força de guerra unida não o é pela sua compactação de massa, mas sim, pela sua COMPETÊNCIA INDIVIDUAL DE AÇÃO. A qual não se circunscreve ao combate tradicional do inimigo, mas também, às surpresas de ataques reversos no seio dele. E o Docente Gilmar Mendes, Doutor em Constitucionalismo de envergadura internacional, Guerreiro da Inteligência, Patriota insuspeito, conhece tão profundamente as essências quase utópicas da Magistratura, quanto as leis infernais da guerra em seu âmago da saída pelo holocausto. Lá atrás, o Magistrado Sanção, nos deu essa lição, que o Salvador Jesus repetiu com a crucificação. E por tais lições, o SACERDÓCIO DA GUERRA se assenta na FATALIDADE DA MORTE: “MORRER PELA CAUSA. SE PRECISO FOR.” Gilmar Mendes mostrou que não é magistrado da lei; se o fosse, seria um repetidor de Pilatos a mercadejar sentenças por plateia, na segurança e conforto do poder, ainda que este seja terrorista, efêmero e hediondo. Gilmar Mendes é AUTO ILUMINADO pela sua envergadura magistral acima do comum; e auto suprido pela sua SENSIBILIDADE HISTÓRICA insuperável. E por isso, ele reconheceu o momento de um MAGISTRADO DA CORTE CONSTITUINTE EXTINTA, como o Ministro Marco Aurélio de Melo denunciou: “O Supremo de ontem era um, o de hoje é outro,” se oferecer em holocausto, porque esse era o ÚNICO INSTRUMENTO DA INTERVENÇÃO SER COLOCADA NA PAUTA DE EFETIVAÇÃO. E NÃO FOI POR CIUME da Justiça Federal que integra o comando dela, porque FOI ELE que, bem antes da Lava Jato, me permitiu, no patrocínio da causa nacional, instaurar o PROCEDIMENTO INTERVENTORIAL de Foro de Soberania fundado no corpo de delito do País, que tipificou PERSECUTÓRIO INSTITUCIONAL DE ESTADO fazendo proteção pelas Forças Armadas ao furacão indiciário desencadeado pela Gloriosa Polícia Federal. Por onde transformamos em caso de polícia a “revolução bolivariana comunista” fundida com o “fundamentalismo islâmico terrorista” que estava construindo o armagedom apocalíptico no Brasil. Em cujo percurso, o Magistrado Gilmar Mendes se manteve no posto que lhe cabe de timoneiro da INTERVENÇÃO no seio do inimigo, com seus ataques fulminantes: “Estamos lidando com gangsteres. Que fique claro, lidamos com bandidos no poder;” “a Lava Jato desmontou os esquemas de uma organização transnacional de bandidos;” “transformaram a democracia numa cleptocracia e o país num sindicato de ladrões;” “estão tentando bolivarizar a Corte à semelhança do que já fizeram em outros ramos do Estado; “a rigor, hoje nós não temos presidente da República.” “não podemos deixar que o Brasil seja transformado num sindicato de ladrões.” Então, o Magistrado Gilmar Mendes, que desde 2.008 pavimenta o arraial da INTERVENÇÃO, reconheceu que ela estava estancada no art. 102 caput da Constituição, e, pela via do holocausto, deu reconhecimento à arguição de ausência de foro de socorro à nação, na cleptocracia imperante, porque, perante qualquer poder, em qualquer instância, ela peticiona ao próprio bandido ou a protetor dele, constante do Protocolo: PRM-CAC-PR. 00002470/2017, em 10.04.2017. Então, obrigado valoroso companheiro! O seu lugar na História não lhe veio por aplausos de plateia, e sim, pelo HOLOCAUSTO VOLUNTÁRIO, NO QUAL, VOSSA EXCELÊNCIA, SEM OUTRO INSTRUMENTO, REGISTROU QUE, SE A CORTE CONSTITUINTE SE EXTINGUIU POR “BANDIDOS ESCONDIDOS ATRAS DE MANDATOS FAZENDO LEIS, PARA BANDIDOS ESCONDIDOS ATRAS DA TOGA MANTER O TERRORISMO ACORDADO COMO SISTEMA DE PODER E A CORRUPÇÃO PARTILHADA COMO FORMA DE GOVERNO, VOSSA EXCELÊNCIA NÃO SE SOMA ENTRE ESSES. Porquanto, se não for assim, que a Corte casse o seu deferimento monocrático. E não estou revelando segredo de bastidores, porque, se ele era, deixou de ser quando me cabe ajuntar os mortos. O autor da INTERVENÇÃO é o POVO BRASILEIRO. Logo, ela tem de ser pública. Até porque, o seu primeiro objetivo é ensinar a nação a operar a Constituição, porque, sem essa habilidade a democracia constitucional será sempre um equívoco político. – celio evangelista ferreira do nascimento em 05/05/2017

Anúncios

Comentários desativados em MINISTRO GILMAR MENDES, MUITO OBRIGADO!

Arquivado em Blogs que sigo, Comentários, Forças Armadas, Notícias do Front, PROJETO AMAZÔNIA, VÍDEO

Os comentários estão desativados.