REPRESENTAÇÃO JUNTO AO STF

9acc0c90_o

“EXCELENTÍSSIMA” SENHORA MINISTRA CARMEN LÚCIA PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL EM SUA ESFERA DE CORTE CONSTITUINTE. ATRAVÉS DA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA. O POVO BRASILEIRO formado pela tríade constituinte originária: Nação-Território Soberania, autoproclamado no Preâmbulo da Constituição em Poder Constituinte, denominado nela de cidadania, pelo qual se institui em Estado Democrático de Direito no art. 1º caput e incs. I,II e Parágrafo único, com o art. 4º incs. I,III da Constituição, e se constitui em Ente Político de civilização, distribuído em organização federativa pela mesma, através das Constituições Estaduais e Leis Orgânicas Municipais; bifurcado em: a) poder político constitucional rotativo indireto nos partidos políticos no art. 1º incs. II,V e Parág. único, com o art. 14 incs. e §§ e art. 17 incs. e §§, art. 27 § 1º, art. 28, art. 29 inc. II, art. 46, o art. 76, e o art. 80 da Constituição, no Colegiado Mandatário composto do Presidente e Vice-Presidente da República, Presidente da Câmara dos Deputados, Presidente do Senado federal e Presidente do STF; b) força militar constituinte permanente direta, formada das patentes eleitorais de comando supremo e autoridade suprema das Forças Armadas, no art. 1º incs. I,II e Parág. único, com o art. 4º incs. II,III, o art. 84 incs. XIII, e o art. 142 com o art. 91 inc. VIII e o art. 80 da Constituição, no Colegiado Constituinte, composto dos Comandantes Superiores da Marinha, Exército e Aeronáutica; com personalidade jurídica instituída no art. 2º e art. 18 da Constituição na UNIÃO FEDERAL, CNPJ nº 29.979.036/0001-40, sediada no Palácio do Planalto, Praça dos Três Poderes, Brasília/DF, ora com endereço operacional no Quartel General do Exército – SMU – Brasília/DF., em FORO DE SOBERANIA pelo exercício direto do poder nos termos do art. 1º incs. I,II e Parág. único, com o art. 4º incs. II, III, VIII, o art. 5º caput e incs XLIII, LXXIII, §§ 2º e 3º, com o art. 37 caput, o art. 84 inc. XIII, com o art. 142 e o art. 80 com o art. 91 inc. VIII, mais o art. 144 da Constituição, que recepcionam o art. 1º com o art. 5º n. 1, o art. 10º n. 1, 2 da Convenção Americana Sobre Direitos Humanos, o art. 2º com o art. 21 n. 1 da Declaração Universal dos Direitos do Homem, a Resol. do CS/ONU n. 1.373 de 28.09.2001, e faz aplicável o art. 6º com o art. 8º da Carta Democrática Interamericana, e o art. 55 c, da Carta da ONU, com o Decreto n. 5.639 de 26.12.2005, e o Decreto n. 4.388 de 25.09.2002, face estar presente no corpo de delito do País a RAZÃO DE ESTADO, CRISE INSTITUCIONAL DE ESTADO, ASSALTO AO PODER PELO FORO DE SÃO PAULO, FALÊNCIA DO PAIS e CAOS SOCIAL, que rompeu o Estado Democrático de Direito na fusão do voto com a bala no mandato-patentes de Presidente da República e extinguiu eficácia à Magistratura de Estado desprovendo o Processo Histórico de regência institutiva e dando emersão ao povo em reação de cidadania para: RECUPERAÇÃO DA SUA VOCAÇÃO DE LIBERDADE; RESTAURAÇÃO DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO; RESTABELECIMENTO DA UNIDADE DA NAÇÃO, e REENCAMINHAMENTO DO PAIS PARA O TRABALHO, pelo cidadão Celio Evangelista Ferreira do Nascimento, brasileiro, jurista, com título de cidadania instituído pelo art. 14 § 1º, inc. II, b, da Constituição e cadastro eleitoral nº 0038.4759.0647/ Brasília/DF, CPF 198.285.009-49, telefones: (67) 98121-80.64 (45)99850-40.46, cexvanaverba@hotmail.com

POVO BRASILEIRO EM INTERVENÇÃO CONSTITUINTE NO PROCESSO HISTÓRICO EM FORO DE SOBERANIA NO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS. – facebook/celio evangelista, na liderança constitucional do POVO NO COMANDO SUPREMO E AUTORIDADE SUPREMA DAS FORÇAS ARMADAS por este ATO INTERVENTORIAL DE CIDADANIA na INTERVENÇÃO CONSTITUINTE no Processo Histórico instalada, recebida, aceita e homologada pelos poderes constitucionais, Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil, sob pronunciamento promulgatório do Supremo Tribunal Federal em sua esfera constituinte, no procedimento constante do PO 1300820 – 7.2.2013/ACFA, formalizado pelos PROTOCOLOS: STF Pet. 142098/08.10.2008, STF 0038341, 29.2.2012, PR CODIN/POT/19.02.2012; SF29.02.2012; SF17.07.2012; SF11.06.2012 STF; PGR CD PR SF; CFA 117.419 29.02012 30.05.2012, 10.10.12; DPF/MS 08335.025373/2012- 65 27.11.2012; DPF/ MS 335.005016/2013-61 28.01.2013; DPF/DF 08001.08335.0032 35/2002-5; 08001.008976/2012-74; 08001.014173/20 12-59 – COGER/DPF; 08200.008079/2013-03; 08200.008592/2013-96; DPF/CEVEL-R 02.05.2013; MPF/MS- 00000744/2014; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014– 000 07 443 /2014 – 00007787/2014 R 02.05.2013; MPF/MS- 00000744/2014; PR-MS-00019658/2013. PR-MS-00000744/2014– 000 07 443 /2014 – 00007787/2014 – A.D. SF 15492345 1 BR; MPE/MS-PGJ – 043779-2/2; 018742-2/2019223-2/2M; CD 006198- 30.9.13; SPF 08335,006262/ 2014-11; PGR 00001654/2014; PGR 0007443 PR 04.09.2013; PR JG 642440674BR STF AR-J6603237679BR; PF 08335.018120/2014-05; PGJ 022451-2/2; 022450-2/2 022450-2/2; 018742-2/2; 019223-22/, 01237180; 151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, 01237180; 151113 1403 67; 01238632-1; 10123 1355; 11988/2014, PGR 10058/2014. STF SF 82200437/2014; STF PE 6197258220; ACFA PE 513259353JH; STF PE 513269996JH; STF PE 619725820JH; PRM-CAC-PR 10058/2014; PR PRM-CAC-PR 00010318/2014, além de outros, em âmbito nacional e internacional, que encerrou com a intervenção das Forças Armadas no “impeachment da Dilma,” com homologação tácita promulgatória do Senado Federal e Supremo Tribunal Federal desde o dia 06.07.2016, perante o Supremo Tribunal Federal em sua esfera de Corte Constituinte no art. 1º incs. I,II e Parág. único com o 102 caput e o art. 80 da Constituição, sem assento regimental em virtude do Poder Judiciário, à semelhança dos demais, não ter dado acolhida regimental à Instituição da Cidadania em esfera de Processo Histórico, INSTAURA PERANTE A CORTE CONSTITUINTE A RECUPERAÇÃO ARMADA DE CIDADANIA DA INSTITUIÇÃO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, DO SENADO FEDERAL, DO SUPERIOR TRIBUNAL ELEITORAL E DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. OBJETIVANDO PRENDER A RESPECTIVA BANDIDA GEM COMUNISTA TERRORISTA, RESTABELECER A UNIDADE CONSTITUCIONAL DA NAÇÃO, REINTEGRAR A FORÇA EMPRESARIAL AO PROGRESSO E A FORÇA DE TRABALHO AO EMPREGO, PELA FORMA A SEGUIR PAUTADA.

1. O ESTADO DE MASSACRE CONVULSIONAL TERRORISTA DA HUMANIDADE EM A NAÇÃO BRASILEIRA. O ESTADO DE MASSACRE CONVULSIONAL TERRORISTA DA HUMANIDADE NO POVO BRASILEIRO foi construído pelo Foro de São Paulo & Estado Islâmico, Instituto Lula, LILS, FAO, G-20 e BRICS. Mostrado no corpo de delito do País, pelo REVOLVIMENTO DE ENTRANHAS DA BANDIDAGEM COMUNISTA TERRORISTA que se bifurca em bandidagem no poder aninhados no erário público e ocupados em roubar o País, massacrar a Nação e destruir a Pátria, e bandidagem de campo, aninhados no “fome zero” e ocupados em matar, sequestrar, assaltar, estuprar e aterrorizar a população, com as chacinas saídas das penitenciárias e espalhadas por todo o seio da República Ele se distribui do Brasil por 23 países agregados, pela “revolução comunista bolivariana” com o “fundamentalismo islâmico terrorista” em organização transnacional de bandidos, composta de União das Repúblicas Socialista da América Latina-URSAL; União das Nações da América do Sul-UNASUL; União das Repúblicas Comunistas-URC; Organização do Tratado de Segurança Coletiva; Comunidade de Estados Independentes; Organização de Cooperação de Shangai; Exército de Cuba, Vietnã, Coreia do Norte e Brasil; Hamas; Al Qaeda; Hesbollah; Jiahds; Boko-Haran; MST, MTST, CUT, APINB, ARPIN-SUL, COIAB, APOINME, CRI, ABA, IER, CTI, CV, PCC, PDF, SC.

VEJA O DOCUMENTO COM 24 PÁGINAS PROTOCOLADO 

https://celioevangelistaferreira.files.wordpress.com/2017/02/represvillasstf.pdf

Anúncios

Comentários desativados em REPRESENTAÇÃO JUNTO AO STF

Arquivado em Documentos, PROJETO AMAZÔNIA

Os comentários estão desativados.