CAMPANHA

Veja o Documento: campanha

INTERVENÇÃO pela segurança; pela família; pelo emprego; pela saúde; pela educação; por estradas; por infraestrutura de produção, armazenamento, transporte e exportações; por cidades humanizadas; por uma nação cooperativa, solidária e fraterna; por urbanização do campo; pelo progresso; pela recuperação moral da nação. Como compromisso garantido pelo patrimônio nacional ainda a ser empreendido de US$ 243 trilhões, para cujo empreendimento eliminaremos a dívida pública e restabeleceremos o crédito do Brasil em 90 dias; temos o modelo político pronto; a estrutura econômica definida; a tecnologia necessária e o suporte financeiro em caixa. Então, me apresentando para dirigir a nação nesse canteiro de obras: Eu não sou comunista. Mas também não sou democrata. Sou apenas um homem convicto na Doutrina Cristã de ser a “imagem e semelhança de Deus,” identificado por inteligência, hombridade, honradez e caráter. Eu não aceito o desemprego, a recessão e a inflação, porque tenho pavor da miséria, da doença, do vício, do analfabetismo e da vadiagem; e por isto, odeio as oligarquias e a bandidagem que dominam na política. Eu desteto a covardia, a irresponsabilidade e a vitimologia, porque odeio os corruptos, os subornadores e os intermediadores que apodrecem a política. Eu repugno as promessas, as ideologias, a vigarice e a picaretagem, porque odeio marginais enfeitados de anjos, crápulas enfeitados de mestres e ladrões enfeitados de sociólogos. Eu menosprezo fachadas, estampas, estrelismo, colunas sociais e esplendores de mídia, porque odeio traficantes, cafetinas, lenocidas, cafajestes, pederastas, bajuladores, embusteiros, escroques, mentecaptos, medíocres, vilões e mentirosos, que infestam a vida pública e apodrecem a civilização brasileira. Eu condeno a insegurança, o sofrimento, a incerteza, a instabilidade e a desesperança, porque odeio a bandidagem sem escrúpulos na educação, na comunicação e na política. Eu odeio a tragédia, porque não reconheço tolerância aos que a promovem! Eu não admito baderna, motim, populismo e arruaças, porque odeio vagabundos, desordeiros e agitadores. Eu odeio apátridas! Eu odeio professores de Deus! Eu odeio donos da verdade! Eu odeio os radicalismos! Eu odeio os autoritarismos! Eu odeio as tiranias! Eu odeio as ditaduras! Eu odeio os imperialismos! Eu odeio os monopólios! Eu odeio a arrogância! Eu odeio a avareza! Eu odeio o individualismo! Eu odeio o egoísmo! Eu odeio a riqueza desumana! Eu odeio a intelectualidade materialista! Eu odeio tudo o que não tenha essência espiritual por convicção em Deus como propósito da dinâmica da vida inteligente na finalidade do Homem de procriar, sobreviver e raciocinar como espécie, consciência e ideais hereditários. Eu amo a Terra como mãe da humanidade. Eu amo a Natureza como a alma da Terra. E amo a vida como dadiva de Deus. Eu amo o mundo como inteligência do Homem. Eu amo a História como percurso da espiritualidade humana em desenvolvimento. Eu vivo em autodoação de mim pelo que acredito, pelo que idealizo e pelo que espero. E o que eu acredito se personifica na PÁTRIA, o que eu idealizo se personifica na FAMÍLIA, e o que eu espero PROJETA-­SE DA MINHA FÉ EM DEUS em tudo o que vejo, em tudo o que sinto, em tudo o que empreendo e em tudo o que me estimula no POVO BRASILEIRO que personifico na INTERVENÇÃO CONSTITUINTE em seu Processo Histórico. E por esta pauta de transparência com a qual atendo o art. 1º incs. I, II, III,IV,V e Parág. único com o art. 3º incs. I/IV da Constituição, me apresento na esfera de inteligência das Forças Armadas, para ser o Magistrado Supremo da Nação, forjado por essa carga de ódios somados contra o subdesenvolvimento personificado nos políticos fundidos com as oligarquias do poder que estão roubando o País, massacrando a Nação e destruindo a Pátria, com a autoridade de cátedras, conhecimento de causa e domínio da vida civilizada que me qualifica. Por cuja têmpera vocacional, empreendi a INTERVENÇÃO CONSTITUINTE no Processo Histórico, com a finalidade de: 1) recuperar a vocação de liberdade do povo brasileiro; restabelecer o Estado Democrático de Direito; restaurar a unidade da nação e reencaminhar o País para o trabalho. Pelo PROJETO AMAZÔNIA – Soberania, Poder e Riqueza pelo caminho da roça, com a ECONOMIA TRABALHISTA EDUCATIVA pelo COOPERATIVISMO DE ESTADO integrado de iniciativa privada e governo, campo e cidade, na transformação da tríade patrimonial: HOMEM­TERRA­NATUREZA em PROGRESSO para QUALIDADE DE VIDA. E venho no clamor do povo, assentado sobre blindados na Constituição. Então, sou o anúncio de dias difíceis para a anarquia oligárquica comunista terrorista de bandidos no poder. Porque, com o meu currículo registrando o extermínio da Cortina de Ferro, a extinção da Guerra Fria, o desaparecimento da União Soviética e a contenção do comunismo no mundo, mostro que não entendo nada de armistício, de anistia, de transação, de composições e de cambalachos. Venho da CONSTITUIÇÃO PROMULGADA PELO POVO em sua originalidade de PODER CONSTITUINTE PERSONIFICADO NAS ARMAS.Sou o cidadão celio evangelista ferreira do nascimento. COMITÊ DA INTERVENÇÃO ­ Centro Comercial Condomínio Terminal d’Oeste, (Rodoviária Velha) na Rua interna I, Quadra S, Bloco E, Salas 22/23, Centro, CEP 79008­060, Campo Grande/MS. – facebook.com/celio evangelista – (67) 98121­80.64 ­ cexvanaverba@hotmail.com (45) 9850­4046

VEJA O DOCUMENTO  ­campanha

Anúncios

Comentários desativados em CAMPANHA

Arquivado em Documentos, Forças Armadas, PROJETO AMAZÔNIA

Os comentários estão desativados.