Militares irritadíssimos com a nomeação de comunistas

A gota d’agua é a nomeação da ex-deputada federal Perpétua Almeida, ex-presidente do sindicato dos bancários do Acre para para o cargo de secretária de Produtos do Ministério da Defesa. O ministro comunista Aldo Rebelo nomeou uma pessoa  sem nenhuma formação técnica para liderar o mais seleto grupo de engenheiros militares, responsáveis pelo desenvolvimento de carros de combate e transporte, armas, munições  e todo o tipo de equipamento necessário para tocar o dia a dia das forças armadas.
A escolha da “bancária” irritou  profundamente as altas patentes das Forças Armadas.  Eles convivem bem com Aldo Rebelo, também comunista, pelas qualidades pessoais do ministro, mas o “aparelhamento” vem sendo considerado “provocação”. O PCdoB foi o partido da guerrilha do Araguaia, o mais sério conflito armado enfrentado pelo regime militar.
Perpétua Almeida vai ganhar R$ 13,9 mil. O comandante do Exército, general Villas Boas, 50 anos de serviço, recebe R$ 14,2 mil ao mês.

A ex-deputada Perpétua Almeida tem outro “problema” com a caserna: é dela o projeto que exclui militares dos benefícios da Lei da Anistia.

O antecessor de Perpétua não sobreviveu à pressão dos militares Murilo Marques Barbosa recebia salário ainda maior: R$ 30,5 mil. (com Diário do Poder)
http://www.diariodopoder.com.br/noticia.php?i=49292681636

 

Anúncios

Comentários desativados em Militares irritadíssimos com a nomeação de comunistas

Arquivado em Blogs que sigo, Matéria

Os comentários estão desativados.